quarta-feira, dezembro 17, 2003

As Esferas Funcionais do Feminino

O diagrama estrutural do Grande feminino é determinado por dois eixos e quatro círculos. Ambos os eixos correspondem aos dois tipos e caráter do feminino. O eixo designado por (M) corresponde ao caráter elementar, em que prevalece o destaque do maternal; o que indicamos por (A) refere-se ao caráter de transformação, onde surge a dominância da Anima.
Ambos os eixos têm um pólo superior positivo e outro inferior negativo. O eixo (M) corresponde, portanto, à amplitude do caráter elementar, cujo pólo negativo inferior - a Mãe Terrível (-M) - tem seu correspondente positivo superior - a Mãe Bondosa (M+). Analogamente, encontramos no eixo (A) a extensão do caráter de transformação, desde o negativo inferior (A-) até o pólo positivo superior da Anima (A+).
O próposito desse esquema não pode se limitar a esboçar um sistema inerte de coordenadas, dentro do qual ocorre uma organização; ao invés disso, consiste em reproduzir a invisibilidade e a dinânica numinosa do desenvolvimento arquétipo, em termos quase visuais.
o círculo no centro representa a caráter elementar do feminino. Nessa área elementar maternal predomina sobre o caráter de transformação. Em nome da clareza, desenhamos as funções de conter. Ao longo do eixo ascendente do caráter elementar (M), em direção ao pólo (M) positivo, encontram-se as funções do gerar e do libertar como bases do crescimento e do desenvolvimento. Do outro lado, dirigindo-se ao pólo (M) negativo, temos as funções do reter, do fixar e, mais adiante, do aprisionar, que indicam o lado perigoso e letal do Grande Maternal, tanto quanto o pólo contrário evidencia o seu aspecto de vida e de crescimento.





<< Home