quinta-feira, dezembro 18, 2003

GLOSSÁRIO JUNGUIANO

Termos e Significados

Amplificação
Método de interpretação de sonhos desenvolvido por Jung onde a imagem ou tema do sonho é amplamente esclarecido por meio da comparação com temas e conteúdos similares encontrados na mitologia, folclore ou religião.
Arquétipo
Dinamismo psíquico inato, contendo padrões representando uma experiência típica humana. É a representação psicológica do instinto.
Anima
O lado feminino inconsciente da personalidade do homem. É personificada em sonhos por imagens de mulheres que vão desde as mais primitivas até às sábias e espirituais. É o princípio de Eros nos homens.
Animus
O lado masculino inconsciente da personalidade da mulher. É o Logos, princípio espiritual na mulher, personificado em sonhos por imagens de homens que vão desde os mais rudes até os poetas e líderes espirituais.
Complexo
Núcleo possuidor de intensa carga afetiva em torno do qual se agrupam conteúdos psíquicos igualmente carregados de afetividade. Funciona como uma entidade inconsciente e autônoma dentro da psique.
Consciência
É a unção ou processo que mantém a relação dos conteúdos psíquicos com o ego. Consciência não é igual à psique, porque esta última representa a totalidade de todos os conteúdos, que não necessariamente estão em direta ligação com o ego.
Criança Divina
É um arquétipo que contém vivências, imagens e idéias sobre a criança, expressando o potencial do vir a ser da personalidade.
Dinamismo Matriarcal
É o dinamismo que predomina nos primórdios do desenvolvimento do ego, onde o ego e consciência são regidos pelo arquétipo da Grande Mãe em seu caráter elementar e transformador.
Ego
Centro da consciência e lugar das experiências individuais de identidade subjetiva.
Enantiodromia
Emergência de opostos inconscientes eu surge quando há uma tendência unilateral que domina a vida consciente. É um mecanismo compensatório.
Extroversão
É um modo de funcionamento psíquico onde os interesses, valores e significados estão dirigidos para o mundo externo.
Função Inferior
É uma unção psicológica menos desenvolvida num indivíduo. Ela se expressa de modo arcaico e primitivo. A função é o portão de entrada, o caminho para o inconsciente coletivo.
Funções da Consciência
São modos de adaptação psíquica de acordo com o modelo junguiano de tipos psicológicos: pensamento, sentimento, sensação e intuição.
Função Superior
É a unção psicológica melhor desenvolvida e mais diferenciada num de-terminado indivíduo.
Função Transcendente
É um processo natural de conexão do inconsciente com o consciente que se expressa por meio de símbolos emergente, por exemplo, nos sonhos e visões. É uma manifestação de energia que resulta da tensa dos opostos.
Grande Mãe
Arquétipo que caracteriza o materno. Na polaridade positiva se expressa em qualidades tais como calor, proteção, sustento. Na polaridade negativa se expressa como mãe má, devoradora, castradora.
Inconsciente Coletivo
Corresponde à camada mais profunda da psique. Sua natureza é universal e não individual. Suas manifestações são vividas como estranhas ao Ego, numinosas ou divinas. Seu conteúdo, os arquétipos, tem como representação simbólica específica as imagens arquétipas.
Inconsciente Pessoal
É formado por experiências que foram reprimidas, suprimidas, esquecidas ou ignoradas e por experiências com energia insuficiente para atingir a consciência. Sem conexão direta com a consciência atuam e influenciam nos processos vividos individualmente.
Individuação
É um processo de realização consciente da realidade psicológica única de uma pessoa, incluindo tanto potencialidades como limitações. A individuação leva à experiência do Self como centro regulador da psique, transcendendo ao ego. C.G. Jung usou o termo individuação para designar o processo pelo qual uma pessoa se torna "não-indivíduo", uma unidade indivisível, sem sombras.
Inflação
Estado da psique caracterizado por um sentimento exacerbado além dos limites adequados ao indivíduo, devido a uma identificação do ego com uma imagem arquetípica ou com a persona. Ocorre o desenvolvimento de um sentido exagerado da importância pessoal.
Introversão
É um modo de funcionamento psíquico onde o interesse, valores e significados estão voltados para o mundo interno do indivíduo.
Numinoso
Deriva da palavra númen que significa força ou poder divino atribuído a objetos e seres contemplados com admiração. Descreve a experiência de um arquétipo por parte do ego, especialmente do arquétipo do Self.
Participação Mística
Termo derivado do antropólogo Lévy Bryhl que diz respeito a um tipo de identidade primitiva, mágica, entre o ego e os conteúdos do inconsciente. Não há diferenciação entre o sujeito e o meio ambiente (pessoas ou obje-tos). O indivíduo age num estado de unidade com tudo que acontece em torno dele.
Persona
Arquétipo que intemedia o ego e o mundo. A máscara que se usa para desempenhar os papéis sociais; o modo como a pessoa se adapta ao mundo.
Progressão e Regressão da Libido
Refere-se ao processo de movimento da libido. Na progressão a libido movimenta-se para os objetos conscientes enquanto na regressão a libido é dirigida para o mundo inconsciente. São movimentos cíclicos e naturais do organismo.
Projeção
Processo inconsciente pelo qual o indivíduo percebe no outro ou num objeto suas próprias características ou qualidade. A projeção pode referir-se a conteúdos positivos e negativos.
Psicopompo
Em diferentes mitos é o personagem que guia a alma em processos de iniciação e transição.
Self
O arquétipo da totalidade tanto consciente quanto inconsciente é o centro regulador da psique. É comumente simbolizado pela mandala ou uma união paradoxal dos opostos. O Self é experenciado com um poder numinoso e transpessoal.
Símbolo
Origina-se do grego symbolon, derivado do verbo symbalein, significando reunir, juntar, em direção a uma meta, a um objetivo. O objeto ou a idéia são símbolos na medida em que são compostos de uma parte consciente e de uma parte inconsciente, de modo a provocar forte emoção no sujeito observador. Os símbolos são expressões cheias de significado, no nível pessoal ou coletivo.
Sombra
É uma parte inconsciente da personalidade que contém desde pequenas fraquezas, aspectos imaturos ou inferiores, complexos reprimidos e forças maléficas até qualidades valiosas que o indivíduo não desenvolveu em si mesmo. Nos sonhos apresenta-se personificada em figuras dúbias e escuras do mesmo sexo do sonhador.
Transferência e Contratransferência
São termos usados para descrever o envolvimento emocional positivo ou negativo, entre paciente e terapeuta. Seriam as projeções que ocorrem no relacionamento analítico.


E-mail